V JORNADAS PEDAGÓGICAS DE VILA FRANCA DE XIRA 
 Isto já não é o que era... Os desafios da escola no século XXI

Alexandre Castro Caldas

Nasceu em Lisboa em 1948 onde fez
toda a sua carreira académica. O seu interesse pelas Ciências do Cérebro
iniciou-se ainda durante o curso de Medicina quando começou a colaborar com
António Damásio. Foi Prof. Catedrático de Neurologia da Faculdade de Medicina
de Lisboa e é hoje diretor do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade
Católica Portuguesa. Entre 2001-2002 presidiu à International
Neuropsychological Society. É autor de mais de 200 artigos e capítulos
científicos e de alguns livros sobre as Ciências do Cérebro. De entre os
prémios recebidos salienta-se o Grande Prémio Bial de Medicina no ano 2000 e o
Distinguished Career Award da International Neuropsychological Society em 2009.


David Rodrigues

Presidente da Pró-Inclusão / Associação Nacional de Docentes de Educação Especial, diretor da Revista "Educação Inclusiva" e membro do Centro de Investigação do IE/UL. Professor de Educação Especial doutorou-se em 1987 e obteve o título de agregado em 1999. Lecionou na Universidade de Lisboa e noutras universidades portuguesas (Porto, Lisboa, Açores e Coimbra) e estrangeiras (KU Leuven - Bélgica, VSU - EUA e UNICAMP - Brasil). Trabalhou em projetos internacionais para a UNESCO, UNICEF e Handicap Internacional. É conferencista convidado em Espanha, Reino Unido, França, Brasil, Estados Unidos, Colômbia, Cabo Verde e México. Publicou 30 livros e dezenas de artigos em revistas da especialidade. É consultor da OCDE para o desenvolvimento e análise do currículo no âmbito do Projeto Education and Skills 2030. Recebeu em 2007 o Prémio de Investigação "União Latina" e em 2017 foi agraciado com o "Distinguished International Leader Award" pelo Council for Exceptional Children - DISES (EUA).É desde junho de 2015 Conselheiro Nacional de Educação.

Fernando Franco

Membro da Equipe da ERTE da DGE. Tem uma Licenciatura em Geografia. Professor há 35 anos do Ensino Básico e Secundário.

Algumas das posições mais relevantes na escola foram: Diretor da Escola/Agrupamento durante 8 anos, Presidente da Conselho Pedagógico, Presidente do Conselho Geral da Escola, Responsável pelas infraestruturas TIC da Escola, Representante das Escolas no Conselho Municipal de Educação, Membro da Comissão Pedagógica do Concelho de Vila Franca de Xira, membro da equipe do Centro de Recursos, Coordenador de Projetos europeus.

Na equipe ERTE está ou esteve envolvido no Projeto inGenious, foi o Coordenador Nacional da Creative Classroom Lab Project, esteve envolvido no projeto eTwinning, membro da equipe que é responsável pela produção de Webinars da DGE, Coordenador Nacional da Edulabs - Tablets nas escolas, foi responsável do acesso à Internet nas escolas. Neste momento ele é o Coordenador Nacional CO-LAB, e também está envolvido no Ensino à Distância, no FCL - Laboratórios de Aprendizagem, Plataforma CTEM e Projetos Nacionais de Tablets.

Coordena ainda o Projeto Europeu, SYTEMIC.

Carlos Pinheiro

Licenciado em História, professor
bibliotecário da Escola Secundária Leal da Câmara e professor de História.
Coordenador interconcelhio da Rede de Bibliotecas Escolares (concelho de
Cascais). Formador de professores nas áreas das Tecnologias Educativas e das Bibliotecas Escolares. Docente e coordenador do curso de especialização Bibliotecas
e Literacias Digitais e da Informação da Escola Superior de Educação de
Santarém. Participa com regularidade em conferências nacionais e
internacionais, com comunicações no âmbito das novas tecnologias e do seu impacto na educação.

Coordenador dos projetos «LerMais
para Jogar», «Leitores Digitais LeemMais» e «Ás do PorMat».

Editor do
blogue «Ler Ebooks» (https://lerebooks.wordpress.com)
e do repositório «Apps para Educação» (https://appseducacao.rbe.mec.pt)

Tem vários artigos publicados em
jornais e revistas sobre tecnologias educativas, leitura e bibliotecas escolares.


Maria josé Vitorino

Professora desde 1976 (ensino básico e secundário). Bibliotecária desde 1990. Formadora certificada desde 1998. Conferencista, tradutora e editora freelance desde 1986. Co-coordenou o THEKA, Projeto Gulbenkian de Formação de Professores para o Desenvolvimento de Bibliotecas Escolares (2004-2008). Trabalhou na Rede de Bibliotecas Escolares entre 1998 e 2014, tendo desempenhado funções de Coordenadora interconcelhia (2009-2014).

Prémio IASL Schoollibrarianship 2009. Prémio Cidadão D´Honra - Mérito Cultural da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira (2009)

Licenciada em História (1978). Pós-graduada em Ciências Documentais - Bibliotecas e Documentação (1990) e em Gestão e Curadoria da Informação (2015). Mestre em Ciências da Educação - Educação e Leitura (2007). É membro ativo de associações culturais, educativas e profissionais portuguesas e internacionais, tais como: BAD Associação Portuguesa de Bibliotecários Arquivistas e Documentalistas, IASL International Association of School Librarianship, APMNR Associação Promotora do Museu do Neorealismo (vice-presidente da Direção), ENSIL European Network for School Libraries and Information Literacy (integra o Board), APCEP Associação Portuguesa de Cultura e Educação Permanente, SPGL Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (membro do Conselho Fiscal). Em 2014 fundou a Laredo Associação Cultural, a cuja direção pertence. Dinamiza, com Miguel Horta, o Projeto Gulbenkian "Leituras em cadeia" (Tires, 2014-2017). Publica regularmente, desde 2005, dois blogues: ALFINETE e Lerdoler.

Joana Maia

Psicóloga Educacional (ISPA), Gestora de Projectos na Mithós - Histórias Exemplares - Associação de Apoio à Multideficiência desde 2014, nomeadamente "Mithós a ler" em parceria com a Laredo - Associação Cultural e o projecto de educação para a inclusão "Vem calçar os sapatos do outro". Nascida em Vila Franca de Xira (1982), aluna da Escola Prof. Reynaldo dos Santos (1994-2000) estudou Psicologia Educacional no ISPA, Formadora (CCP) e pós-graduação em Psicoterapias Cognitivo-comportamentais de 3ª geração - Mindfulness (INSPSIC, 2017).

Hermínia Falcão

Coordenadora das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas Professor Reynaldo dos Santos, Vila Franca de Xira e Professora Bibliotecária da Escola Sede do Agrupamento

Professora do Ensino Secundário - Grupo 300

Mestre em Gestão e Administração Educacional - Universidade Aberta de Lisboa

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas - Variante de Estudos Portugueses e Franceses - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Isabe Duarte

Iniciou a sua carreira profissional como docente na Escola Secundária da Cidade Universitária em Lisboa, após concluir o Ramo Educacional em 20-06-1991.

Exerceu funções docentes na Escola Secundária Vitorino Nemésio, Escola Secundária da Cidade Universitária, Escola Secundária de Silves e na Escola Básica e Secundária Professor Reynaldo dos Santos, onde se encontra a exercer funções docentes desde 1993.

Helena Ramos

Professora do quadro de nomeação definitiva no AE do Forte da Casa. Desde 2012, responsável pela gestão e coordenação de projetos Comenius e Erasmus+ no Agrupamento de escolas do Forte da Casa. De 1992 a 2003, foi Diretora de Formação na ONG Associação para a cooperação, Intercâmbio e Cultura; responsável pela elaboração de planos de formação; responsável pela elaboração dos processos de candidatura e avaliação de formação dos projectos em curso. Foi Coordenadora do departamento de Formação da CIC-Portugal, uma ONG, acreditada desde 1998. Foi ainda formadora para a Sociedade Portuguesa de Informação no âmbito da Formação inicial de formadores, dos módulos Avaliação de Aprendizagens e Avaliação da Formação. Porto, 2002.

Cristina Cruz

Professora bibliotecária, professora de História/ História da Arte no Agrupamento de Escolas do Forte da Casa. Formadora na área das bibliotecas escolares no âmbito da leitura e das tecnologias da informação.

Elsa Oliveira

Licenciada em Informática e Mestre em Gestão da Informação e

Bibliotecas Escolares na Universidade Aberta.

Professora de Informática do Ensino Básico e Secundário no
Agrupamento de Escolas Alves Redol, desempenha o cargo de Professora Bibliotecária
desde 2009.

Participou em 2016-17 na Iniciativa "Iniciação à Programação
no Ensino Básico" como projeto piloto com uma turma de 4º ano.

É formadora na área das Tecnologias Educativas da Formação
Contínua de Professores.
Tem como áreas de interesse as tecnologias educativas
e os novos ambientes e metodologias de aprendizagem.

Danuta Wojciechowska

Nasceu no Québec, Canadá, em 1960. Filha de pai polaco e mãe suíça, Danuta Wojciechowska cresceu no Canadá e formou-se em Design de Comunicação, na Suíça, e em Educação pela Arte, em Inglaterra. Vive em Lisboa desde 1984.

Em 1992, fundou o atelier Lupa Design, onde se dedica ao design e à ilustração, não só de livros infantis como de projectos pedagógicos. A sua linha de abordagem identifica-se com uma paleta de cores quentes que se encontram num jogo de planos cruzados entre o real e o onírico, muitas vezes pelo desdobramento da representação dentro da mesma figura. Foi distinguida com várias menções especiais do Prémio Nacional de Ilustração, que veio a receber em 2003, com O Sonho de Mariana. Nesse ano, participou na Exposição Internacional de Ilustradores da Feira de Bolonha, ao mesmo tempo que integrou a prestigiada lista White Ravens. Foi a candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen, na modalidade de Ilustração, em 2004 e recebeu o prémio para o melhor livro ilustrado da FIBDA, Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora - por O Sonho de Mariana.Voltou a Bolonha em 2008 e 2012. Participou com a exposição Ilustrações.pt - Ilustração portuguesa contemporânea para a infância, que esteve patente no Palazzo d'Accursio, em Março de 2008.

Francisco Bairrão Ruivo

 Francisco Bairrão Ruivo nasceu em Agosto de 1981 e é investigador do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Licenciado em História e Doutorado em História Contemporânea pela FCSH/UNL, a sua tese, intitulada Spinolismo: viragem política e Movimentos Sociais, (orientada por Fernando Rosas), foi galardoada com o Prémio Fundação Mário Soares-EDP 2014.
Participou em vários projetos de investigação e publicou diversos artigos no âmbito da História de Portugal do século XX, nomeadamente sobre o Estado Novo, o processo revolucionário ou a descolonização, e dedica-se a questões relacionadas com a memória, as leituras do passado ou os movimentos sociais.
Recentemente colaborou no Dicionário de História de Portugal - 1974- 1976 e no livro O Eterno Retorno. Estudos em homenagem a António Reis com o artigo «O 25 de Abril? O que é o 25 de Abril?». Em Março de 2014, lançou a obra Livro Livre (com Danuta Wojciechowska e Joana Paz) destinada ao público escolar, no âmbito do 40.º aniversário do 25 de Abril de 1974.